Abraça a mudança

Começar agora

Be a Mom: percorremos consigo
os caminhos da maternidade

veja mais

Scroll

Como foi desenvolvido?


Be a Mom resulta do trabalho de colaboração de 20 anos entre a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCE-UC) e a Maternidade Daniel de Matos – Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE, através da Unidade de Intervenção Psicológica [UnIP (MDM-CHUC)].


Be a Mom foi desenvolvido por uma equipa de psicólogos clínicos e investigadores da linha de investigação Relações, Desenvolvimento e Saúde do Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo-Comportamental (CINEICC) da FPCE-UC e da UnIP, em parceria com a RedLight Software. Todos os conteúdos e exercícios do programa Be a Mom têm uma base científica, e resultam da combinação de muitos anos de investigação sobre esta temática e da nossa experiência clínica com mulheres no período pós-parto.


Be a Mom foi desenvolvido com base nos princípios e técnicas da Terapia Cognitivo-Comportamental, uma forma de terapia que se tem revelado eficaz na prevenção e tratamento de muitos problemas psicológicos, nomeadamente no período pós-parto.


O processo de desenvolvimento do Be a Mom seguiu um conjunto de etapas que visaram garantir não só a qualidade e clareza dos seus conteúdos, mas também a facilidade de utilização e aceitabilidade, por parte das utilizadoras.


Produtos de Investigação


O desenvolvimento do Be a Mom tem resultado já em diversos produtos científicos.


Fonseca, A., Gorayeb, R., & Canavarro, M. C. (2015). Women’s help-seeking behaviors for depressive symptoms during the perinatal period: Socio-demographic and clinical correlates and perceived barriers to seeking professional help. Midwifery, 31, 1177-1185. doi:10.1016/j.midw.2015.09.00

http://www.midwiferyjournal.com/article/S0266-6138(15)00246-6/abstract

Fonseca, A., Gorayeb, R., & Canavarro, M. C. (2016). Women’s use of online resources and acceptance of e-mental health tools during the perinatal period. International Journal of Medical Informatics, 94, 228-236. doi:10.1016/j.ijmedinf.2016.07.016

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1386505616301770

Alves, S., Fonseca, A., Canavarro, M. C., & Pereira, M. (2016). Que mães/futuras mães utilizam a internet para questões relacionadas com saúde mental?. Psicologia, Saúde, & Doenças, 17(1), 82-88. doi:10.15309/15psd170112

http://sp-ps.pt/site/jr/19

Para mais informações sobre os produtos científicos deste projeto, consulte www.fpce.uc.pt/saude

Logo 1
Logo 5
Logo 3
Logo 4
Logo 2
Logo 6